terça-feira, 2 de julho de 2013

HOJE VOU SER CRIANÇA

Hoje vou ser Criança


Hoje acordei
com o sonho velho de ser criança.
Vou soltar-me,
leve,
como um papagaio de papel
tricotando a bainha do céu.
Vou gatinhar ligeiro e suave
impulsionando os carrinhos
que aceleram pelo chão
e inventar lutas com bonecos
inofensivos,
como a paz pueril da imaginação.


Hoje vou ser livre
e correr atrás do vento,
de bola nos pés,
soltando gritos de vitória
a cada golo de liberdade.


Hoje vou esquecer-me que sou homem,
libertar-me das algemas da consciência
e lambuzar-me de todos os doces
numa gulodice infinita de ser menino.



                                                          Rio das Ostras, 24/07/2012