sexta-feira, 29 de maio de 2015

À ESPERA DA SAUDADE

Esta rosa é para ti. Sem nenhuma saudade, mas com alguma nostalgia.

             Não, eu não quero comprar o teu corpo. Tens um rosto bonito e um perfil atraente e deves merecer o que pedes por uma hora de sexo. Não, não penses que te julgo. Faço apenas esta observação para que percebas que para mim és simplesmente uma Mulher. O que fazes da tua vida é uma decisão tua. Só quero falar. Talvez se me escutares eu possa desabafar a minha solidão. Possa até pagar-te uma cerveja e uma carteira de cigarros e assim, enquanto fumas e bebes, tenhas alento para ouvir as minhas confissões. É evidente que não és padre ou psicóloga, mas deves compreender que há horas em que é urgente desabafar. É claro que não vives de conversa fiada, não precisas dizer-mo. Mas então, porque motivo queres inverter a situação e falar-me da tua vida. Agora que começou a chover sobre nós, desabrigados neste banco da praça. Dizes-me que vives à espera da saudade. Dos momentos em que foste criança e jovem e apenas pensaste no futuro, deixando fugir o presente, as brincadeiras, a inocência e o tempo. Da forma como já mulher continuaste a imaginar que era possível todas as tuas ilusões se realizarem e adiaste a oportunidade do Amor, do casamento e dos filhos. Da tua repetitiva vivência à espera da saudade de tudo o que não fizeste no seu devido tempo. À espera da saudade da pessoa que não foste, porque estavas demasiado ocupada e preocupada com a vida que ia passando tão rapidamente, ao ponto de te esqueceres de ti própria. Só porque não aprenderas ainda a viver o presente.
        “Sou um inseto insignificante na chuva!”. Foram as derradeiras palavras que deixaste, cruéis como uma condenação. Enquanto davas uma última tragada e suspiravas o fumo que certamente teria o sabor da terra e da chuva de todas as estações dos anos que se sucederam sobre ti, enquanto continuavas somente à espera dos sonhos, das frustrações, das alegrias do tempo que deixaste passar, inútil como o cigarro que naquele momento se desfazia entre os teus dedos.
        Fizeste-me um carinho no rosto e partiste, arrastando as asas molhadas pela lama do caminho.
        Não o soubeste, porque não me deixaste falar sobre mim, mas as tuas palavras salvaram-me a vida. Por esse motivo, quase todos os dias e muitos anos depois continuo a recordar-te. Contigo aprendi que não quero ser “um inseto insignificante na chuva”, tentando apenas sobreviver à espera da saudade. Procuro fazer hoje tudo o que me faça feliz, para que amanhã não fique preso nas teias da tristeza do passado e do futuro, com as asas desfeitas pelas lágrimas que são a chuva mais profunda da alma.

(Dedicado à MULHER que me salvou, quando eu andava a morrer de saudade pelas ruas do Rio de Janeiro).


Agradecimentos mais uma vez a Maria José Filipe pela sua AMIZADE  e pela magnífica fotografia. E a todos os Amigos/Leitores que no Google +, no blog e no hangout, em Portugal, no Brasil, na Alemanha, na Rússia, nos Estados Unidos da América e pelo mundo fora, me vão dedicando a sua atenção e presenteando com o seu carinho.

sábado, 16 de maio de 2015

SOBRE AS PAPOILAS NOS AMAMOS


Nós nos amamos sobre o lençol rubro das papoilas, como duas abelhas aspirando o pólen do desejo e transformando em mel o nosso AMOR.
Nós nos amamos desabrochando entre a deslumbrante beleza das flores, desfolhando-nos no clímax selvagem da nossa natureza.
Nós nos amamos sob o esquecimento do sol, a nossa pele sensível e rubra ardendo se consumindo de paixão.
Nós nos amamos indiferentes ao tempo. Inspirando a suave plenitude dos odores e colhendo os sublimes ramalhetes do momento, para os fazer florescer para sempre na Primavera da nossa memória.
Na natureza nos amamos. Deixando de nós o prazer sobre a cama desfeita das plantas e os sexos doces derramando o perfume das pétalas.

Agradecimentos a Maria José Filipe pela sua Amizade e pela excelente foto.

sexta-feira, 1 de maio de 2015

A LINGUAGEM DOS AFETOS

Se as palavras dissessem tudo não era necessária a existência do corpo, da sensibilidade e da inteligência da pessoa. São as atitudes que definem o que somos. Podemos jurar que gostamos de alguém e poucos momentos depois, abandoná-la, desfechar-lhe uma bofetada ou chamar-lhe todos os nomes feios de um vocabulário ordinário. As palavras estão fartas de dizer nada e serem encenadas e representadas em vulgares peças de teatro de uma vida sem sentimentos. A palavra AMOR é, de entre todas, a mais falsa e mentirosamente usada para embelezar a nossa imagem sentimental. Fala-se de AMOR com o coração cheio de pedras e a boca armada com a lâmina traiçoeira da língua.
No entanto, nós podemos ser diferentes e modificar o alfabeto dos sentidos. Por isso, sê diferente! E quando acariciares, beijares e fizeres AMOR com o teu Homem ou a tua Mulher, entrega-te com um desejo imenso mas, sobretudo, com excesso de carinho. Mostra-lhe também que não o(a) queres somente na cama e que tens a paciência dos verdadeiros amantes que falam e sabem ouvir falar sobre a realidade e os problemas do dia a dia e dedicadamente se aconselham e se amparam com a confidência dos afetos.
Sê absolutamente normal: humilde o quanto baste, companheiro(a) a toda a hora e fogoso(a) na insaciedade do sexo. Mas, nesse relacionamento, nunca deixes de gritar, de gemer ou sussurrar as palavras sinceras ao ouvido da paixão, porque só elas permitem calar a solidão, aproximar e excitar a voz dos corpos e libertar o único sentimento que verdadeiramente nos salva de todos os pecados do mundo e nos faz derramar de felicidade no orgasmo da vida: o AMOR.

Alguns dos comentários efectuados no meu perfil no Google +. Com os meus AGRADECIMENTOS à Família, a todos os Amigos/Leitores dos meus textos e que se identificam com a minha procura constante de apelar à dignidade, solidariedade e humanidade. 

O vosso carinho e sentimentos são muito importantes, nesta partilha fundamental: O AMOR.


 Oi amigo e' lindo e verdadeiro!!! Tenha uma linda tarde pra voce e familia.

Muito lindo... Boa tarde!!!

Boa tarde amigo, muito lindo!

Realmente vivemos instintivamente, deveríamos ser mais naturais, do que normais (vivendo por normas)...

Boa noite!!! Lindo lindo!!! Muito obrigada

 
Boa noite amigo muito lindo bjs

Nossa que perfeição de texto, adorei, parabéns!

Sem palavras

Muito lindo. ...
Boa noite bjs

Lindo!! Boa noite

 Perfeito

Lindo! 

Parabéns bommm dia

Lindissimo!!!! adorei o texto muito lindo mesmo!...bjss


Texto perfeito! Tudo o que escreveu é verdadeiro! Mas podemos fazer isto ser diferente!

Texto apaixonante!

Boa tarde amigo mto lindo a forma como vc definiu a construção do amor não só com palavras mais tbm com gestos e ações bjsss

Nossa, é incrível como vc sabe bem expressar esse sentimento chamado AMOR. ..

Sem palavras, realmente saber o significado de "AMOR" não é de todo possível, mas o Carlos o definiu lindamente, expressando este sentimento de uma forma espectacular. :)

Ola Carlos bom dia!!! Muito lindo!parabens!

parabens!!!!

​ Acho que você ama, me vê  chorando...é tão simples e ao mesmo tempo complexo !
Mais é tudo que eu,quero...será que peço muito da vida ?
Tenho ouvido constante mente....esse seu amor é Utópico.... grata querido, fico com esse amor .

Para os que amam, é requintada a foto e a mensagem abrangente!...