quarta-feira, 7 de agosto de 2013

AMA!

AMA!

Ama!
Porque o tempo passa
sobre o teu coração envelhecido
e na juventude da paixão
crescem cabelos brancos
e rasgam-se rugas
no rosto da ilusão.

Ama!
Agora,
que o noivado dos teus sentimentos
se pode casar
com a esperança e a alegria
do teu espírito jovem e feliz.

Ama!
Antes que na raiz da tua alma
cresçam apenas as recordações
e o teu Amor fique só,
ferido,
sofrendo
a dor terminal da solidão.


                             Chamusca, 04/08/2013