quinta-feira, 27 de junho de 2013

CARTAS DE AMOR?

CARTAS DE AMOR?

         As pessoas andam de tal forma desnorteadas e desesperadas, que qualquer mentira lhes serve para acalmar os nervos e criar um cenário de ilusão.
         Nunca tanto como agora, o misticismo, a crença no sobrenatural, na bruxaria e cartomancia foram tão exacerbados.  
         Aproveitando a maré, onde nadam estes “patos”, o meu amigo Francisco teve a ideia absurda de se dedicar à batota com as cartas de tarot.
         Colocou um anúncio no jornal publicitando os serviços do “Mestre Estrela”, “A pessoa capaz de resolver todos seus problemas, abrindo-lhe os olhos para o futuro!” e, lentamente, começaram a cair-lhe na mesa do jogo, toda a espécie de duques e senas tristes da sociedade.
         Como convém e é de bom-tom ele recusa sempre qualquer dinheiro, com o argumento de que a sua intenção é a de ajudar o próximo com a clarividência que Deus lhe deu. Contudo, as pessoas insistem em presenteá-lo com o valor que entendem ser justo por ele lhes abrir as portas para um tempo de esperança.
         O cartomante, ou seja, o meu amigo Francisco, começou a levar o seu ofício tão a sério, que já deita as cartas para si próprio e só faz a sua vida em função do que elas lhe dizem, afirmando com convicção que “as cartas não mentem”
      Eu, que não acredito em videntes, bruxas, cartomantes, vampiros, lobisomens ou forças sobrenaturais e que não possuo qualquer poder paranormal, já sei qual vai ser o meu futuro: ter um salário cada vez mais curto, um horário de trabalho cada vez mais longo e apenas ter tempo para fazer uma visita de médico à minha mulher e aos meus filhos. É que sobre esta realidade os POLÍTICOS NÃO MENTEM, nem enviam cartas de amor.  

Sem comentários:

Enviar um comentário