sexta-feira, 18 de julho de 2014

CRIANÇA

Criança


O teu sorriso,
é uma fotografia sem tempo,
que enche a moldura dos dias
e a memória dos segundos
num retrato instantâneo de alegria.


Tu persegues a bola,
um redondo de sol.
Inventas a ilusão
com as histórias verdadeiras dos brinquedos,
construindo as brincadeiras,
peça por peça,
como um arquitecto de sonhos,
enquanto dedilhas a música do riso
no timbre exacto e emocionado
que surpreende o vazio e o silêncio
com a melodia da vida.


És tu criança
que amansas o tempo com olhos tranquilos,
e que guardas o segredo da esperança,
da alegria
e do Amor
no pequenino cofre das tuas mãos.



         Poema escrito na cidade de Rio das Ostras, Estado do Rio de Janeiro, em 18/07/2012. Inspirado na alegria das crianças que brincavam na areia da “Praia do Cemitério.”