sábado, 8 de março de 2014

CANCRO

                 Para a MULHER, a eterna MÃE do AMOR!


CANCRO

Primeiro arrancaram
seu seio esquerdo
como a asa branca
de uma pomba decepada.
Depois tiraram-lhe o direito
de ser mulher
fazendo tábua rasa do seu peito.
Os seus olhos cegos de lágrimas,
sequer podiam ver
as cicatrizes profundas no espelho.
Foi então que as mãos dele,
implantadas de carinho,
socorreram o seu corpo mutilado,
insuflando-o de carícias e de beijos
e com a carne dos lábios
reconstruiu os mamilos
sobre a nudez ferida
da pele da sua mulher.
Foi nesse momento,
premeditadamente,
sem remorsos,
num golpe único e certeiro,
que ele lhe cravou o bisturi
na raiz do coração,
salvando-lhe definitivamente a vida
com a medula dos sentimentos
e a transfusão em sangue das palavras,
brotando,
«Aceita o seio do meu Amor!»

                          CHAMUSCA, 08/03/2014 (Dia Internacional da MULHER)


Lurdes Bento partilhou a tua ligação: "LINDAS AS PALAVRAS DESTE AMIGO, HOJE FOI O UNICO E MELHOR PRESENTE QUE RECEBI! ESTAS PALAVRAS LINDAS QUE ME FIZERAM CHORAR! PORQUE ALGUEM SE LEMBROU DE NÓS!"

Lurdes Bento comentou uma ligação que partilhaste.
Lurdes escreveu: "Parabéns Carlos muito lindo o que escreveste haja alguém que se lembre destas mulheres, fizeste-me chorar porque tudo que dizes é verdade! desejo-te muitas felicidades para ti e toda a família!" 
  • Carlos Santos Oliveira Obrigado Lurdes. Apenas pretendi, com este poema sobre as MULHERES vítimas de cancro, afirmar que Elas precisam de muito carinho, atenção e AMOR. Precisamos dedicar-nos todo o ano a ser humanos, solidários e a aprender a Amar. Por debaixo de uma cicatriz tem que haver uma esperança, um sentimento e um coração. Para que seja possível lutar contra a dor é preciso não estarmos sós. Abandonar, não Respeitar e Amar essas Mulheres que sofrem, devido a um grave problema de saúde, é injusto e desumano. Felicidades também para ti e para toda a tua família. Um abraço muito forte e solidário deste teu Amigo.